sábado, 10 de setembro de 2011

Politica Local




Reunião Desnecessária
Alguém imaginaria Carleusa Santos dialogando com um possível aliado de peso, destratando e pondo-o praticamente pra fora do partido? Pois, foi exatamente isso que aconteceu nesta semana que passou, em que, o grupo que comanda a cidade de maneira equivocada e sem nenhum tato político, dispensaram com duras palavras o ex vice-prefeito e candidato derrotado nas eleições passadas. Foi uma total falta de articulação, sendo que eles já haviam se encontrado em Teresina e haviam chegado a um denominador comum de que a chapa estava formada e não teriam como mudar.
Como Tatá ainda sonhava com esta possível candidatura de vice-prefeito na chapa da situação, deixou que os seus aliados se encontrassem para tratarem de coisa nenhuma, ou melhor, ele derrapou feio também, pois expôs seus liderados. Concordando em eles participarem de uma reunião que não traria nenhum dividendo político pra ele.
Resumo da ópera: Luis José ajudou a candidatura das oposições dispensando Tatá, que saiu chamuscado e que certamente comporá com Carleusa, sem o mesmo poder de barganha que teria, se não tivesse se exposto tanto.

Novo Desenho Politico
Quando o atual presidente do poder legislativo, começou este movimento de aproximação com a ex-prefeita, ele pretendia uma candidatura de vice-prefeito. A líder da oposição, espertamente foi envolvendo-o, pois ela é craque nesta arte, é inteligente, carismática, tem timming político, sabe estar no lugar certo, na hora certa e habilidade suficiente pra juntar até inimigos figadais dela. E Nego hoje é um aliado sem muitas possibilidades de candidatura, mas já esta engajado e dificilmente deixará de continuar ao lado dela, por conta desta aproximação bem costura por ela e muito mal conduzida pelo poder publico municipal. Que não soube sanar eventuais  problemas, pois é sabido que o atual presidente do poder legislativo nunca foi muito prestigiado, mas também nunca teve um problema insolucionável.

Tradição
Em pleno desfile cívico de 07 de Setembro, a intransigência prevaleceu. Nas proximidades do palco montado para as autoridades, no largo do mercado publico municipal, fica um bar em que alguns ficam bebendo sua cerveja e concentradas aguardando os acontecimentos. No momento em que o desfile passava em frente ao carro palanque, alguns personagens permaneceram durante todo o desfile com um carro de som ligado em alto volume, incomodando todos os expectadores e atrapalhando a fanfarra que tentava fazer o seu trabalho, desrespeitando totalmente a sociedade Franciscossantensse.

Bandeja
Diante dos últimos acontecimentos, a gente volta a velha máxima de que a política é a arte do imponderável. Poderá não acontecer, porque temos uma espaço de tempo grande até as eleições de 2012, mas, Carleusa vem capitalizando apoios e mais apoios. E Tatá que foi jogado no colo das oposições outra vez, volta a ser o nome forte para compor a chapa da coligação oposicionista.

Des(Articulação)
A articulação política do grupo situacionista é de um amadorismo impressionante. A cada dia que passa pululam insatisfeitos e mais insatisfeitos, e não se vê nenhum movimentação no sentido da correção de eventuais erros que possam ter cometidos. É praticamente inexistente uma base de apoio e de defesa das ações do poder executivo, também não vemos nas ruas movimentação do eleitorado em defesa do grupo político do executivo municipal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário